Modulação hormonal: o que é e quais os benefícios?

23 de outubro de 2018

Com alguma frequência você sente cansaço, ou tem problemas com o sono, perda de libido, estresse ou briga com a balança? Embora muitas pessoas considerem sintomas como esses como sendo “normais”, em alguns casos podem indicar um desequilíbrio nos níveis hormonais. Se for este o caso, é comum que se indique como tratamento a modulação hormonal. Explico melhor sobre o que é, como funciona e os principais benefícios desse tratamento no post de hoje. Confira!

 

O que é modulação hormonal?

Os hormônios são substâncias químicas “fabricadas” pelo nosso corpo e são responsáveis por diferentes funções biológicas. Vejamos dois exemplos para que fique mais fácil de entender a importância dos hormônios para a saúde: melatonina e cortisol.

A melatonina é um hormônio produzido na glândula pineal, que ajuda a preparar o organismo para dormir. Por isso, quando está em baixa no corpo, pode causar quedas na qualidade do sono e até mesmo a insônia.

Já o cortisol é considerado um hormônio do estresse. Aumenta os batimentos cardíacos, torna a respiração mais rápida e tensiona os músculos. Funciona como uma defesa a uma ameaça externa. Quando constantemente alto, pode gerar um quadro de esgotamento e queda da imunidade.

Existem mais de 50 hormônios agindo a todo o momento no nosso organismo. E eles precisam estar em níveis adequados para que nossa saúde e bem-estar não sejam afetados. Aqueles sintomas que vimos no começo deste conteúdo são apenas alguns exemplos de como o desequilíbrio hormonal pode nos afetar.

 

Como funciona?

Além da utilização de hormônios bioidênticos, ou seja, iguais aos hormônios produzidos pelo organismo, a modulação hormonal também pode compreender a ingestão de aminoácidos, vitaminas, minerais e antioxidantes.

O objetivo da modulação hormonal é resgatar o equilíbrio funcional do organismo de forma a impactar positivamente na nossa saúde. Aqui na clínica, costumamos dizer que ajuda a potencializar a vida.

O processo se inicia com uma longa avaliação oral, através da qual se busca conhecer o histórico de vida do paciente, de sua saúde, seus hábitos, suas queixas e expectativas. Alguns exames clínicos podem ser solicitados, em especial um detalhado exame de sangue, através do qual são analisados diversos parâmetros, dentre esses, os níveis hormonais do paciente. Após a avaliação dos resultados é traçada uma linha de conduta com o paciente, a qual, possivelmente, demandará a introdução de alguns hábitos e a supressão de outros no seu quotidiano. Ou seja, não há “mágica“, mas uma necessária parceria, na qual também se baseia – e depende – o sucesso do tratamento.

Em alguns casos os benefícios são claramente percebidos após a adoção, pelo paciente, de um estilo de vida adequado e equilibrado – tais como através de mudanças nos hábitos alimentares, da prática de exercícios físicos etc. – e da correção de parâmetros não hormonais, como através da ingestão de vitaminas, minerais etc. Se as correções adotadas permitirem que o corpo se reequilibre e os níveis hormonais conseguirem ser naturalmente balanceados pelo organismo, pode não ser necessária a reposição hormonal.

 

Em quais casos a modulação hormonal é indicada?

É importante deixar claro que dormir mal de forma eventual ou porque tem filho pequeno; ou se não teve vontade de transar uma vez ou outra não é indicativo de que você precisa de tratamento.

A modulação hormonal só é indicada para pessoas que têm clara deficiência ou desequilíbrio hormonal, estão tendo sua qualidade de vida prejudicada por sintomas como os que vimos (ou até outras funções biológicas, como o funcionamento do sistema autoimune, por exemplo) e não conseguem obter o necessário equilíbrio sem a modulação. O equilíbrio hormonal DEVE SER PRIORITARIAMENTE buscado através da adoção de hábitos saudáveis e via processos que influenciem direta ou indiretamente na produção e regulação dos hormônios, como, por exemplo, através da ingestão de vitaminas e minerais.

Quando o corpo está precisando de hormônios ele envia sinais. É mais fácil de perceber esses sintomas a partir dos 35 anos, quando acontece uma queda natural na produção hormonal. Porém essa queda não deve ser abrupta nem tampouco ocasionar perda na qualidade de vida.

 

Fluxo Vital - Modulação hormonal

 

Mas, busque avaliação médica!

Em todos os casos, é preciso buscar a avaliação de um médico para adequadamente avaliar os sintomas e investigar suas causas. Além disso, existem hábitos diários que podem ocasionar desequilíbrios hormonais; e muitas vezes o paciente nem se dá conta que a solução pode se dar pela simples mudança de hábitos.

Um exemplo clássico é uso do celular ou tablet antes de dormir e ter problemas com a qualidade do sono. A claridade da tela desses dispositivos (e das TVs de LED, também) emite uma onda de luz característica que estimula a produção do hormônio do despertar, o cortisol. Por isso ficamos mais tempo “em alerta”, dificulta pegar no sono e mesmo de desfrutar um período de sono de qualidade.

Então, de modo geral, adotar um estilo de vida mais saudável é o primeiro passo para melhorar. Outra coisa muito importante: não se deve buscar a reposição hormonal com fins meramente estéticos. Ademais, em 2012, o Conselho Federal de Medicina (CFM) proibiu a prescrição de hormônios para reduzir os efeitos causados pelo envelhecimento. O tratamento só pode ser realizado em casos comprovados de deficiência na produção de hormônios pelo organismo.

 

Benefícios que o tratamento pode trazer

Quando – e se – recomendada e acompanhada por um médico, a modulação hormonal pode trazer uma série de benefícios diretos e indiretos para a saúde. Conheça os principais deles:

  • Fortalecimento cardiovascular;
  • Fortalecimento do sistema imunológico;
  • Aumento da libido;
  • Emagrecimento saudável;
  • Envelhecimento saudável;
  • Ganho de massa muscular;
  • Melhora do sono;
  • Redução da oxidação das células;
  • Redução do estresse.

Chega de deixar a sua saúde lado. Vamos avaliar como anda o seu estilo de vida atual e combater hábitos prejudiciais à saúde e que impactam na sua qualidade de vida? Na Clínica Fernanda Macêdo oferecemos tratamentos de causas e não apenas sintomas. Ouvimos e entendemos os nossos pacientes, respeitando suas individualidades. Se precisar, agende uma consulta!

Fluxo Vital - Modulação hormonal

Mais artigos que podem te interessar

Ficou com alguma dúvida?

Para esclarecer qualquer dúvida ou entender melhor como podemos atender às suas necessidades, entre em contato com a nossa equipe. Será um prazer poder ajudar você a conquistar um melhor estilo de vida!

  • Rua Jardim Botânico, 568 - Sl. 212
  • Jardim Botânico - RJ
  • (21) 2249-5001
  • (21) 2535-8862
  • (21) 9 8802-4293

× Contato via WhatsApp!