Desequilíbrio Hormonal e Menopausa: É Possível Ter uma Vida Equilibrada

14 de novembro de 2018

Sinais da menopausa: entenda o que está acontecendo

Passou dos 40 anos de idade e começou a perceber algumas mudanças no seu corpo? Se o ciclo menstrual ficou irregular, sua libido diminuiu e o humor mudou, você pode estar sentindo os primeiros sintomas da perimenopausa. Uma fase da vida da mulher que marca o declínio na produção de hormônios reprodutivos e antecipa o fim dos ciclos menstruais, a dita menopausa. Portanto, calma, pois é só isso!

Para esclarecer todas as suas dúvidas, explico neste conteúdo o que é menopausa, suas fases, causas e como aliviar os sintomas. Você vai entender também o que acontece com a produção de hormônios durante esta fase e como isso pode afetar a sua saúde. Fique por dentro!

 

O que é menopausa e quando acontece?

Temida por muitas mulheres, a menopausa se inicia quando os ovários diminuem a produção de hormônios responsáveis pela fertilidade. Diz-se que a mulher está na menopausa quando a mulher não menstrua há mais de 12 meses. Portanto, não se trata de uma simples irregularidade nos períodos menstruais. Os ciclos acabam de vez.

Como ginecologista e médica do estilo de vida já atendi muitas pacientes com dúvidas sobre essa fase. A principal delas é com quantos anos começa a menopausa. Se você também já se perguntou sobre isso, saiba que existem dois estágios para que ela se torne definitiva. Apresento cada uma delas a seguir.

 

1. Perimenopausa

Se você está perto dos 40 anos, provavelmente está nesta fase. É marcada pela redução da produção de hormônios, quando o corpo da mulher se prepara para deixar de ser fértil. A menstruação ainda continua e os sintomas podem ainda não ser percebidos. Essa fase dura, em média, 10 anos antes da menopausa. Quanto menor a produção hormonal, mais nítidos os sintomas.

A medida que a menopausa se aproxima, os sintomas passam a ser sentidos, tais como a irregularidade da menstruação, mudanças bruscas de humor e distúrbios do sono. Detalho os incômodos causados pela menopausa mais adiante neste post.

 

2. Menopausa

A menopausa se inicia exatamente um ano depois da última menstruação, e acompanha a mulher até o final da vida.

 

Causas: descubra o que está acontecendo com o seu corpo

Primeiramente, devemos deixar algo claro: menopausa não é doença, não é um problema pontual. É um marco na vida de todas nós mulheres, que iremos vivenciar entre 45 e 55 anos de idade. Ainda que seja parte de um ciclo natural, pode ter suas origens em um estilo de vida que, ao longo dos anos, sobrecarregue nosso corpo. Assim, o declínio natural na produção de hormônios reprodutivos (como o estrogênio e a progesterona) que regulam a menstruação pode ser antecipado, ou até mesmo acelerado.

Pode também ocorrer, por exemplo, após o diagnóstico de uma insuficiência ovariana primária; ou após uma histerectomia total (procedimento que remove o útero e os ovários). Ou até em razão de tratamentos que induzem a menopausa, como a rádio e a quimioterapia.

 

Tratamento para menopausa

 

Quais são os sintomas da menopausa?

A intensidade dos sintomas da menopausa pode variar de pessoa para pessoa, uma vez que cada organismo é único. Mas, em geral, incluem: alterações no ciclo menstrual, dor de cabeça, ganho de peso, lapsos de memória, mudanças repentinas de humor, ondas de calor, palpitações, ressecamento da pele, secura vaginal, redução da libido, sudorese intensa e insônia. Esses sintomas que precisam de cuidado e atenção. Quando associados podem levar à depressão.

Com o desequilíbrio hormonal próprio da menopausa e suas consequências, muitas mulheres vivenciam algumas alterações de fundo psicológico, como, por exemplo, problemas com sua autoestima, insatisfação no relacionamento ou a frustração por não mais poder engravidar. Em todo caso, é importante lembrar que essa é uma mudança natural no corpo feminino. Toda mulher vai passar por isso um dia.

 

Diagnóstico

O principal sinal da menopausa é quando você percebe que já se passaram 12 meses desde a sua última menstruação.

O diagnóstico da menopausa é eminentemente clínico mas alguns exames laboratoriais podem ser solicitados por um profissional médico para avaliar a saúde geral da mulher e avaliar alguns parâmetros que podem estar alterados e merecem atenção.

 

Como aliviar os sintomas

A menopausa é um processo natural do organismo feminino mas não deve ser encarada apenas como uma fase desagradável que vai passar. Não fomos biologicamente programados para viver tanto tempo. A medicina moderna, saneamento e boa alimentação aumentou a expectativa de vida em muitos anos. Os hormônios femininos, especialmente o estrogênio, conferem um fator de proteção cardiovascular, cognitivo e de massa óssea.

Portanto, modulação hormonal mais do que manejar sintomas, é preservar a saúde e prevenir doenças, especialmente cardiovasculares. É preciso olhar para esta fase da vida da mulher sob uma nova perspectiva.

Mas não basta repor ou regular os hormônios. Hábitos saudáveis são primordiais para o sucesso do tratamento e melhora do bem estar geral. Adotar uma alimentação mais saudável, beber muita água, evitar consumir álcool ou fumar, além de praticar exercícios físicos regularmente são atitudes que favorecem o equilíbrio do seu organismo e ajudam a fortalecer sua saúde. Além de reduzirem o incômodo causado pela menopausa, melhoram seu bem-estar, a qualidade de vida e ainda previnem doenças como o câncer de mama e até mesmo a osteoporose.

Uma avaliação por parte do seu médico pode identificar ainda outros fatores associados e, neste caso, pode ser necessário ainda o uso de medicamentos e de suplemento. Outras técnicas terapêuticas, como a acupuntura também podem ser muito interessantes.

 

Modulação hormonal: um alívio dos sintomas e um reequilíbrio das energias durante a menopausa

Também chamada de terapia ou reposição hormonal, tem por objetivo amenizar os sintomas normalmente associados a esta fase, como as ondas de calor, o humor, o sono irregular ou a perda da libido, e prevenir os danos causados pela pausa na produção endógena desses hormônios. Consiste na busca reposição dos níveis dos hormônios sexuais naquelas mulheres que não tem contraindicação para o uso dos mesmos.

Assim como todo tipo de tratamento para a menopausa, a modulação hormonal deve ser prescrita e acompanhada por um profissional médico, até o momento em que sua indicação não seja mais necessária ou adequada. E só pode ser feita seguindo-se critérios rigorosos, os quais indiquem e mostrem os benefícios e descartem as contraindicações.

Quer ajuda médica para saber como aliviar os sintomas da menopausa? Entre em contato para fazer um diagnóstico clínico do seu estilo de vida e começar o tratamento da menopausa agora mesmo! Saiba que o melhor tratamento para as fases anterior e posterior à menopausa é um estilo de vida equilibrado, isso depende de você! E você consegue.

 

Tratamento para menopausa

Mais artigos que podem te interessar

Ficou com alguma dúvida?

Para esclarecer qualquer dúvida ou entender melhor como podemos atender às suas necessidades, entre em contato com a nossa equipe. Será um prazer poder ajudar você a conquistar um melhor estilo de vida!

  • Rua Jardim Botânico, 568 - Sl. 212
  • Jardim Botânico - RJ
  • (21) 2249-5001
  • (21) 2535-8862
  • (21) 9 8802-4293

× Contato via WhatsApp!