E quando não dá para ter aquele estilo de vida super saudável?

2 de julho de 2018

Quantas vezes você já falou ou ouviu alguém falar que precisava de algo para ontem? Provavelmente em várias situações. Acertei? Por isso mesmo, adotar um estilo de vida saudável é um desafio constante considerando o ritmo acelerado da sociedade atual.

Com o aumento da população mundial e o avanço da tecnologia, vivemos a era do imediatismo. Tempo em que a informação ganha velocidade alucinante; e as pessoas sentem a necessidade de viver no mesmo ritmo.

Estão sempre com pressa; e, então, a paciência é substituída pela ansiedade. Se não conseguem responder em tempo, sentem frustração ou abrem as portas para o estresse.

É aí que mora o perigo: quando o corpo começa a dar sinais de que foi impactado pela vida acelerada. Sabe quando isso acontece? Quando o cansaço é contínuo, a qualidade do sono já não é mais a mesma e a sensação de improdutividade se torna companheira da rotina.

A boa notícia é que com pequenas mudanças é possível aumentar o bem-estar e a qualidade de vida.

Para ajudar você a promover uma mudança de estilo de vida, sugiro cinco passos a partir da minha experiência com a Medicina de Estilo de Vida. Vamos lá?

 

1. Cuide da sua saúde

Antes de tentar abraçar o mundo com as próprias pernas, como diz a expressão popular, é preciso saber repor as suas energias. Se você é, por exemplo, uma pessoa muito estressada, precisa imediatamente melhorar a qualidade do seu sono.

Claro que também entra nessa mudança de hábitos a adoção de uma alimentação equilibrada e a prática regular de exercícios físicos. Afinal, o maior problema das pessoas que sentem que precisam ter um estilo de vida mais saudável é que colocam a vida em segundo plano. Então, a dica é: cuide de você.

 

2. Elenque suas prioridades e faça escolhas conscientes

Já recebi pacientes que viveram toda uma vida em função dos seus filhos. Concordo, particularmente que, ser mãe exige amor e dedicação. Mas, é importante lembrar, que se você adoece os filhos serão os mais prejudicados.

Encaixar várias atividades dentro das 24 horas do dia é outro fator de estresse. A gente até dá conta de tudo, mas se sente constantemente exausta por isso.

O que podemos aprender com as duas situações que acabei de compartilhar? Que é preciso saber elencar prioridades e fazer escolhas. O que não é importante deve ser revisto. Faça uma lista das coisas que deseja. Depois, leia novamente a lista e corte aquilo que não for absolutamente imprescindível, fique apenas com o que considera vital. Você vai ver que sua lista não é tão impossível de conseguir se perseguirmos apenas aquilo que realmente importa.

 

3. Organize melhor a sua rotina

Se, por exemplo, você trabalha durante o dia e tem pós-graduação na terça e na quinta-feira à noite, sabe que esses dois dias exigirão mais energia. Já passei por isso e sei bem como é desgastante. Sugiro que se organize para fazer o que sente prazer na segunda e na quarta-feira. Com isso, certamente vai sentir mais disposição para assistir às aulas.

No entanto, o terceiro passo é organizar melhor a sua rotina e prever um pouco do que vai acontecer. Uma boa dica é usar uma agenda para anotar suas prioridades durante a semana e se programar para realizar suas atividades. Assim, o seu corpo estará melhor preparado para começá-las.

 

4. Reconheça o que te traz prazer

Nas primeiras consultas aos meus pacientes costumo perguntar sobre quais são as atividades em que sentem mais prazer. E, curiosamente, existem casos em que eles não sabem me dizer o que mais gostam de fazer. Sinal de que algo não vai bem, não é mesmo?

Por isso, o quarto passo é reconhecer o que traz prazer. Fazer o que se gosta é fundamental para aumentar a sensação de bem-estar e potencializar a vida.

 

5. Reserve todos os dias um momento para você

É comum, em alguns dias, assumir tantos compromissos que a principal prioridade acaba sendo esquecida: você.

O quinto passo é encontrar uma válvula de escape no seu dia. Parar 15 minutos para fazer algo que gosta, como tomar um café, fazer um cafuné no seu cachorro ou falar no telefone com a pessoa que ama.

Porém, isso não quer dizer entrar no Facebook ou Instagram e acabar vendo algo que não gostaria. Descanse os seus olhos e encontre um refúgio para o relaxamento que precisa.

 

Resumindo: ter um estilo de vida saudável começa por você

Afinal, se você não assumir o compromisso em cuidar do seu maior bem, que é a sua saúde, quem vai fazer isso? A mudança de estilo de vida começa dentro de você. Pense nisso e, se precisar de ajuda, é só entrar em contato comigo.

Agora que já sabe como ter um estilo de vida saudável, aproveite para compartilhar o conteúdo com aqueles familiares e amigos que também precisam relaxar. Por mais simples que qualquer dica pareça ser, é sempre importante perceber que tudo tem seu primeiro passo. Só é preciso ter disposição para começar e perseverança para continuar. Até a próxima!

 

Fernanda Macêdo

Mais artigos que podem te interessar

Ficou com alguma dúvida?

Para esclarecer qualquer dúvida ou entender melhor como podemos atender às suas necessidades, entre em contato com a nossa equipe. Será um prazer poder ajudar você a conquistar um melhor estilo de vida!

  • Rua Jardim Botânico, 568 - Sl. 212
  • Jardim Botânico - RJ
  • (21) 2249-5001
  • (21) 2535-8862
  • (21) 9 8802-4293

× Contato via WhatsApp!